sábado, 24 de março de 2012

Cambeense percorre litoral do Uruguai de bicicleta

Do Jornal CAMBÉ DE FATO:



Márcio Vaz pedalou sua bike por 650 km ao longo do litoral do Uruguai, 
desde a foz do Rio da Prata até a divisa com o Brasil, no Arroio Chuí. 
A aventura rendeu bonitas fotos e boas histórias.

Viajar é sempre muito interessante, ainda mais quando o destino escolhido possui paisagens belíssimas que deixam qualquer pessoa encantada. E tem gente que gosta mesmo é de aventura. Percorrer longas distâncias, e ainda em cima de uma bicicleta com uma bagagem de mais de 30 quilos não é para qualquer um. Mas foi exatamente isso que o cambeense Marcio Vaz fez recentemente. Adepto do chamado Cicloturismo (feito sobre bicicletas), durante oito dias Marcio Vaz percorreu os 650 quilômetros do litoral uruguaio. Durante os dias em que esteve por lá, Vaz pedalava entre 40 e 90 quilômetros por dia enfrentando muito calor e um sol escaldante. “Foi uma viagem muito interessante e que valeu muito a pena”, comenta Márcio. Segundo ele, a maior dificuldade foi a alta temperatura enfrentada nos primeiros dias de jornada. No entanto, ele ressalta que todo esse esforço foi recompensado pelas paisagens deslumbrantes que o país vizinho oferece aos olhos dos turistas.
O biker cambeense percorreu todo o percurso sozinho. Raramente encontrava algum cicloturista que também estava fazendo o mesmo trajeto. Com uma barraca junto à bagagem, Vaz acampou em áreas de camping ou na areia das praias, e também foi recebido com hospitalidade em vilas de pescadores. “Fiquei surpreso com a educação e hospitalidade do povo uruguaio. São pessoas muito receptivas e simpáticas que gostam muito dos brasileiros”, conta Márcio. Além das belezas naturais do país, Vaz também ficou muito impressionado com a arquitetura das cidades e a forma como a população ajuda a conservar as construções visitadas pelos turistas.
Em relação à viagem, ele diz que era para ter acontecido no início de 2011, porém alguns fatores fizeram com que ele adiasse por algum tempo. Segundo Vaz, a intenção era realizar o percurso em um grupo de 12 pessoas. Como isso não foi possível, ele empreendeu a viagem sozinho, partindo de ônibus de Londrina até Buenos Aires (Argentina) levando sua bike na bagagem. Em seguida atravessou o Rio da Prata até a cidade de Colonia Sacramento no Uruguai, onde começou a pedalar até Barra Del Chuy/Chuí, na divisa com o Brasil. A volta do Uruguai também foi feita de ônibus.
Na agenda do aventureiro já há outro desafio programado: percorrer de bike as estradas de Portugal. Segundo ele, desta vez a viagem deve ser feita com amigos. Para saber mais sobre o cicloturismo, consulte o site www.clubedecicloturismo.com.br. (Reportagem de Fábio Bortoleto)..

Um comentário: