terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cinco vereadores derrubam o projeto de modernização da Prefeitura de Cambé

Do CAMBÉ DE FATO:

A Câmara de Cambé foi palco de uma nova e constrangedora forma de manobra da oposição. Na sessão da última segunda (14), os cinco vereadores da oposição (Conrado Scheller, Cecílio Araújo, Irineu Defende, Alzira Guedes e José Carlos Camargo) votaram contra o projeto de Lei 64/2011, que pedia autorização legislativa para que a Prefeitura contratasse empréstimo junto ao BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento - para executar o plano de modernização administrativa da Prefeitura. 
O que chamou atenção foi o silêncio dos vereadores da oposição, que permaneceram calados quando da discussão do projeto. “Os cinco vereadores permaneceram calados quando da discussão do projeto e não contestaram nenhuma informação” relata o líder do prefeito, vereador Junior Felix (PSDB). 
Manobra - Ao que tudo indica, os vereadores da oposição combinaram o que fariam na votação, já que, instantes antes, o vereador Irineu Defende (DEM) requereu que a votação fosse nominal. Quando isto acontece, todos os vereadores (inclusive o presidente) declaram o voto pessoalmente. A chamada para a votação nominal foi feita para que Conrado Scheller, presidente da Casa, que em votações normais não se manifesta, tivesse direito a voto. 
Voto decisivo - Com a votação nominal, houve empate em cinco votos e o projeto foi rejeitado sem aprovação. O voto do presidente Conrado Scheller foi decisivo para o arquivamento da proposta de modernização administrativa. Caso não fosse requerida a votação nominal, a votação seria de cinco votos a favor e quatro contra. Por isso a oposição tratou de convocar votação nominal, para que Conrado pudesse votar contra o projeto e rejeita-lo. O mais curioso da história é que Conrado é servidor de carreira da Prefeitura, justamente no quadro de fiscais da Secretaria de Fazenda, que seriam beneficiados por uma estrutura melhor de trabalho. Mas, ao que parece, nem esta situação sensibilizou o presidente da Câmara. 
Do que tratava o projeto e as consequências -  O projeto 64/2011 permitiria que a Prefeitura de Cambé pudesse investir na modernização da máquina administrativa, com a contratação de novos serviços, compra de equipamentos de informática e de software, veículos, a construção de um novo espaço para o funcionamento da Secretaria de Fazenda e ainda a construção de dois pontos de atendimento nos bairros, um na região do Ana Rosa e outro entre o Santo Amaro e Novo Bandeirantes. Este ‘pacote de investimentos’ teria o objetivo de melhorar e aprimorar os trabalhos de várias secretarias, particularmente a Secretaria de Fazenda. “O projeto é necessário para se realizar o investimento na modernização da estrutura administrativa da Prefeitura” diz o secretário de Fazenda, Devair Chudis. O pensamento é completado pelo secretário de Controle Interno, David Maireno: “a estrutura da Prefeitura de Cambé está sucateada e não recebe investimentos de porte há mais de 20 anos. Isto faz o funcionamento da máquina pública ser mais lento, com os serviços prestados à comunidade demorando mais. A nossa proposta era justamente investir na modernização para que os serviços prestados fossem mais ágeis, com melhor atendimento”. O secretário de Controle Interno lembra também que a proposta previa a construção de dois pontos avançados de atendimento da Prefeitura nos bairros. “O cidadão das regiões do Ana Rosa, Santo Amaro e Novo Bandeirantes poderia utilizar os serviços administrativos da Prefeitura diretamente no bairro, sem ter que vir para o centro da cidade, mas com a recusa da Câmara, este investimento não vai acontecer”, diz David Maireno.
Sem conversa - Maireno e Chudis também informam que se colocaram à disposição do presidente da Câmara para esclarecer as dúvidas relativas ao projeto, mas que não foram convocados pela Câmara. 


Vereadores que votaram CONTRA recursos para a Modernização 
Administrativa da Prefeitura de Cambé: 


CONRADO SCHELLER
CECILIO ARAUJO
IRINEU DEFENDE
ALZIRA DA FARMÁCIA
ZEZINHO DA RAÇÃO



Vereadores que votaram À FAVOR de recursos para a Modernização 
Administrativa da Prefeitura de Cambé: 

PAULO TARDIOLLE
JUNIOR FELIX
IVANI DA UNIDEFI
OSVALDO DO ANA ROSA 
MARIO SOM







Nenhum comentário:

Postar um comentário