sábado, 18 de junho de 2011

Moradores de Cambé pedem mais segurança para Beto Richa


Um grupo de moradores de Cambé esteve em rápida audiência com o governador Beto Richa na tarde desta sexta (17), logo após a cerimônia de inauguração da trincheira que permite a ligação das ruas Curitiba e Belo Horizonte. Os moradores entregaram um documento ao governador pedindo mais policiamento em Cambé, entre outras medidas que resultem em mais segurança para a população. A decisão de procurar o governador foi comunicado pelos moradores ao prefeito João Pavinato, durante reunião na Prefeitura de Cambé, no dia anterior. Os grupo foi até o prefeito solicitar mais segurança na cidade, já que todos tiveram suas casas assaltadas nos últimos dias. 

A conversa dos representantes da comunidade com o governador foi acompanhada pelo prefeito de Cambé e pelos secretários de Segurança, Reinaldo Almeida Cesar e da Casa Civil, Durval Amaral. Momentos antes, o mesmo grupo de moradores teve uma longa conversa com o secretário de Segurança do Estado, atrás do palanque oficial, onde antecipou suas reivindicações. O encontro foi 
acompanhado pelos tenentes-coronéis Cieslak e Deliberador, da Polícia Militar. 
Entre as reivindicações está o aumento do efetivo policial na cidade. O governo do Paraná criou, no final de 2010, a 4a. Companhia da PM em Cambé, mais até agora, o efetivo policial continua o mesmo de antes, considerado insuficiente para realizar o policiamento preventivo e ostensivo em uma cidade de 100 mil habitantes. 
Momentos antes da conversa com os moradores, Beto Richa já havia abordado o tema da segurança pública quando anunciou a entrega de 18 novas viaturas para o 5o. Batalhão da PM, uma delas, para a 4a. Cia. de Cambé. Em seu discurso, Richa pediu "um pouco mais de paciência" para a população, comprometendo-se em melhorar a segurança do Paraná. "Não podemos admitir que o Paraná tenha um índice de homicídios proporcionalmente maior que o de São Paulo", declarou Beto Richa. 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário