terça-feira, 11 de maio de 2010

"Parceria"

O mais curioso da ação policial que envolve e prendeu a cúpula do CIAP e da INESUL, é o nome cunhado pela Polícia Federal para o evento: Operação Parceria.
O nome remete a um termo que foi muito utilizado pelo CIAP para designar os contratos de terceirização que eram feitos pela OSCIP com muitas prefeituras pelo Brasil afora.
Aliás, este tipo de 'parceria', era operado pelo CIAP na Prefeitura de Cambé, contratado pela administração do ex-prefeito Adelino Margonar.
No final do contrato, em junho de 2009, a atual administração rompeu com o CIAP e fez uma licitação para selecionar outra OSCIP para operar os programas Saúde da Família e de Combate a Endemias.

Um comentário:

  1. Jônatas de Paula11 de maio de 2010 18:19

    Prezado Luiz Cesar. Penso que a administração Pavinato deve examinar esse contrato do CIAP com a administração anterior. Abraços.

    ResponderExcluir