sexta-feira, 27 de junho de 2014

Médico cambeense pode ser candidato a vice-governador na chapa do PMDB

Do Cambé de Fato:

Em uma convenção tumultuada, a maioria dos membros do PMDB estadual decidiram lançar o senador Roberto Requião como candidato do partido ao governo do Paraná. A votação durou boa parte da sexta-feira (20) e foi marcada por momentos tensos e intensa atuação dos partidários das duas correntes do partido. A primeira, liderada por deputados estaduais, pregava a aliança do PMDB com o PSDB, em apoio à reeleição de Beto Richa. A segunda corrente, vencedora, pregava que o partido deveria ter candidato próprio ao Palácio Iguaçu, nesse caso, o senador e ex-governador Roberto Requião. A votação terminou com 319 votos a favor da candidatura de Roberto Requião contra 250 votos a favor da coligação em apoio a Beto Richa. Com o resultado, o nome de Requião foi sacramentado como o candidato e muda o quadro eleitoral do Estado.

Vice em aberto - A escolha do candidato ou candidata a vice na chapa de Requião está em aberto e a executiva estadual do partido está autorizada a procurar alianças. Lideranças do partido tentam atrair para a aliança o PV e o PDT. Ambos partidos já fizeram suas convenções. O PV já confirmou o nome da deputada Rosane Ferreira como candidata a governadora. Mas a questão ainda não está fechada e Rosane pode ser a vice de Requião. Blogs político da capital também listam Ricardo Gomyde, do PCdoB como possibilidade.

Chapa pura - Caso o PMDB tenha que marchar para a eleição com chapa completa, governador e vice, há uma grande possibilidade de o médico cambeense Gilberto Martin ser indicado candidato a vice de Requião. Gilberto disputa a indicação com a vereadora peemedebista de Londrina Elza Correia e com o vice-prefeito de Maringá, Claudio Ferdinandi.
Gilberto Martin foi secretário de Estado da Saúde no último governo Requião. O médico também foi prefeito de Cambé (1993/1996) e secretário municipal de Saúde (1983/1987). Formado em medicina pela UEL, Martin foi eleito primeiro suplente do PMDB para a Assembléia Legislativa em 2010 e exerceu mandato de deputado estadual durante 16 meses, de 2013 a 2014.
Martin disse que recebeu a notícia da possibilidade de ser vice com surpresa e responsabilidade. “O próprio Requião me chamou na casa dele e me informou que eu poderia ser convocado a ser seu vice na chapa majoritária”, disse o médico em entrevista ao programa Pauta em Debate, da Rede CNT.

Caso confirme sua indicação, Gilberto Martin será o primeiro cambeense a ser lançado como integrante de uma chapa majoritária em uma disputa eleitoral para o  governo do Paraná. A escolha do partido tem que ser feita até a segunda-feira (30).

Nenhum comentário:

Postar um comentário