quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Vereadora Ivani indignada

Do Blog da vereadora Ivani da Unidefi:

Reproduzo, na íntegra o texto postado no Blog da Vereadora Ivani da Unidefi (foto), sobre a entrega do calunioso Relatório da CPI da Câmara de Cambé.  Acompanhe o diz a vereadora quanto o acesso que os demais vereadores (que não fizeram parte da CPI e não são membros da mesa diretora da Câmara) tiveram à cópias do Relatório. Fica caracterizado que a CPI atuou no sentido de 'jogar para a torcida' ou melhor, para a Imprensa, na busca desesperada de criar um 'fato político'. Acompanhe o texto do Blog da Vereadora Ivani.
"O relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o contrato entre a Prefeitura de Cambé e o Instituto Atlântico, na área da Saúde, foi protocolado no dia 28 de setembro, exatamente às onze horas e trinta minutos, na Câmara Municipal de Cambé, causando indignação entre alguns Vereadores, principalmente na Vereadora IVANI da UNIDEFI, pois, somente no dia 29, pela manhã, receberam cópia do referido relatório, para tomar conhecimento de seu inteiro teor. Tal indignação deve-se ao fato de haver circulado a notícia da entrega do relatório entre diversos blogs antes dos próprios Vereadores tomarem ciência dos fatos. Na sessão da Câmara de Vereadores do dia 03 de outubro, a Vereadora IVANI, no momento das explicações pessoais, alegou que a divulgação do relatório deveria ser feita primeiramente entre os Vereadores e após para a Imprensa. No blog "Paçoca com Cebola", a divulgação da entrega do relatório foi postada às 15 horas 53 minutos do dia 28, portanto a Vereadora IVANI, não é "mentirosa", como alegou inapropriada e indelicadamente o Presidente da Câmara, CONRADO SCHELLER, ao acusar a vereadora de mentir sobre a antecipada divulgação pelos Blogueiros. Quanto ao fato da demora da entrega das cópias do relatório ter sido em função da morosidade da copiadora, não escusa o Presidente do fato de haver ofendido a Vereadora, chamando-a de mentirosa. Tal atitude não condiz com a honraria do cargo que ocupa e nem justifica sua indelicadeza".

Nenhum comentário:

Postar um comentário