sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Justiça suspende os efeitos do Relatório da CPI de Cambé


A juíza Patrícia de Melo Bronzeti concedeu liminar ao Instituto Atlântico suspendendo os efeitos do Relatório da CPI da Câmara de Cambé que investigou o contrato entre o Atlântico e o Município de Cambé. Em seu despacho, a juíza reconhece que houve cerceamento do direito do Instituto Atlântico em participar dos atos da CPI e tomar conhecimento dos documentos produzidos por aquela comissão. "As CPIs devem observar a cláusula do devido processo legal", diz a juíza. "Igualmente deve o investigado ter ciência das peças e documentos anexados", diz a sentença. A Câmara de Cambé não pode, até decisão posterior, utilizar o Relatório ou dar encaminhamento às suas sugestões e ainda nem pode ler o mesmo em plenário. Mais informações a seguir.

2 comentários:

  1. Então, o estrago que espereravam fazer pode ser que chegaram perto, mas e agora, o estrago maior deverá recair naqueles que por falta de inteligencia e de pouca sabedoria terão que pagar para a comunidade.
    Lembro-me bem que no seriado dos 3 patetas era composto na grande maioria das vezes por quatro, e eles serão lembrados ano que vem.
    Eu farei questão de lembrar aos meus.
    Força João, estamos com voce

    ResponderExcluir
  2. Quanta ignorancia e gente burra numa camara só... aposto que nao sabem nem o que é licitação...
    É a camara mais podre e suja de todos os tempos..Mto bonito o vereador cecílio que nao sai da igreja lançar material calunioso...nao adianta ficar na igreja e acender vela pro diabo...
    São os tres patetas e o cagão..que ainda vao pedir arrego...

    A oposição há, contudo, de ser civilizada, polida, sem causar constrangimentos e nem mesmo situações avexatórias, pois o começo da aceitação é
    primeiramente admitirmos não só as diferenças, mas sua convivência no mesmo contexto social.


    Força Joao, Deus é maior...

    ResponderExcluir