terça-feira, 23 de agosto de 2011

Beto Richa entrega 114 carros para atender 22 Regionais de Saúde

Da AEN: 
Beto Richa entrega chave do veiculo a diretora da 17a. Regional de Saúde, 
Djamedes Maria Garrido.Foto de Ricardo Almeida / AENotícias

O governador Beto Richa e o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, entregaram 114 carros novos para as 22 Regionais de Saúde do Paraná. O investimento é de R$ 5,6 milhões em recursos próprios do Estado. O objetivo é renovar a frota da área de vigilância em saúde, que desde 2004 não recebia veículos novos, garantindo melhores condições de trabalho e segurança aos servidores.
Na solenidade de entrega, no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, Richa disse que o desafio do Estado na área de saúde é muito grande. Ele reconheceu que é graças ao empenho e a dedicação dos servidores do setor que a situação não está pior. “Tenho certeza que vamos dar a volta por cima, porque temos servidores qualificados e comprometidos, que formam um dos melhores quadros técnicos do país”, afirmou Richa.
O secretário Michele Caputo Neto disse que os novos veículos serão utilizados para transporte de técnicos, medicamentos e vacinas, e em ações de controle de endemias, como o combate à dengue; vigilância sanitária; controle de doenças; campanhas de vacinação e também nos laboratórios de saúde pública, além de atender a algumas áreas administrativas de todas as regiões do Estado.
“Este ato mostra como o governo trata o servidor e as estruturas públicas com respeito, resgatando as responsabilidades do Estado”, disse o secretário Michele Caputo Neto. Ele destacou que a gravíssima situação financeira e orçamentária deixada pela gestão anterior exigiu da administração atual um grande esforço para melhorar as condições de trabalho dos servidores. Nos próximos dias, outros 27 carros serão entregues às Regionais de Saúde, totalizando 141 veículos novos.
O secretário anunciou ainda que a Secretaria de Saúde pretende iniciar até o mês de outubro a troca de 700 computadores em diversas unidades do Estado. Segundo ele, os equipamentos em uso estão defasados tecnologicamente e não conseguem mais atender às demandas para um atendimento melhor e mais rápido à população.
Com a reposição da frota, a secretaria pretende dar baixa do sistema de boa parte dos veículos antigos — alguns tem mais de 300 mil quilômetros rodados. Os que tiverem condições de uso serão transferidos para áreas administrativas.

Londrina - Durante a solenidade, a diretora da 17ª Regional de Saúde (Londrina), Djamedes Maria Garrido, que é servidora pública há 28 anos, recebeu simbolicamente a chave de um dos cinco veículos destinados para a região.
“Agradecemos esta reposição, que vem em um momento oportuno, para um setor estava desabastecido de recursos humanos e materiais”, disse ela. “Sabemos que o orçamento está curto e podemos antever que se com toda a dificuldade estamos avançando rápido, nos próximos quatro anos teremos excelentes resultados em todas as áreas”, afirmou Djamedes.
Segundo ela, a regional de Londrina atende 21 municípios e para isso contava com 10 veículos, mas somente dois estão em funcionamento, além de um ônibus que muitas vezes é usado para deslocamentos entre os municípios. “A situação estava insustentável. Agora poderemos recuperar boa parte das condições de trabalho”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário