quarta-feira, 27 de abril de 2011

Município de Cambé recebe o Prêmio Brasil Sorridente

O prefeito de Cambé João Pavinato, ao lado da secretária municipal de Saúde, Alessandra Garcia Vaz e da coordenadora de Odontologia, Ana Lucia Biagio dos Santos, receberam o Prêmio Brasil Sorridente, promovido pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO) ao lado do presidente do Conselho Regional de Odontologia do Paraná, Roberto da Veiga Cavali e do presidente do Conselho Federal de Odontologia, Ailton Diogo Morilhas Rodrigues. Também na foto, diretores da da empresa Dabi-Atlante, patrocinadora do Prêmio Brasil Sorridente, que ofereceu um gabinete odontológico como prêmio para Cambé. 







O prefeito João Pavinato esteve no dia 16 de abril, no Rio de Janeiro, para representar o município durante a solenidade de entrega do Prêmio Brasil Sorridente. Cambé foi a vencedora entre as cidades com população de 50 mil a 300 mil habitantes. Barracão, também no Paraná, foi a vencedora entre as cidades com menos de 50 mil habitantes e Anápolis (GO) entre as com mais de 300 mil habitantes.  O prêmio, criado em 2005 pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), tem como objetivo principal divulgar e incentivar e elaboração de projetos que beneficiem a saúde bucal da população. E não é por acaso que o Município de Cambé foi vencedor do Prêmio Brasil Sorridente. O CFO também premiou a cidade como referência nacional pela política municipal de prevenção e promoção da saúde bucal. Cambé conta atualmente com 17 equipes do Programa Saúde Bucal da Família, o que contribui para que o trabalho atinja um número maior de pessoas. A equipe é composta atualmente por 46 dentistas, além de pessoal de apoio.
O trabalho desenvolvido pela equipe de saúde bucal já havia recebido reconhecimento pelos projetos e serviços prestados à comunidade cambeense em 2010 quando venceu o prêmio Paraná Sorridente, versão estadual do Brasil Sorridente concedida pelo Conselho Regional de Odontologia (CRO/PR).
O prefeito João Pavinato ressaltou a importância do prêmio, dizendo que ele é um bom indicador da qualidade dos serviços que a rede pública de saúde está prestando para a população. “É um atendimento gratuito, reconhecido agora como o melhor do país e que é oferecido à nossa população”, diz Pavinato.
O prefeito de Cambé também fez questão de agradecer o empenho de todos os profissionais envolvidos na conquista. “Agradeço a todos que se envolveram direta ou indiretamente na atenção à saúde bucal de nossa população, trabalho que resultou no reconhecimento pelo prêmio Brasil Sorridente”.
Já a secretária municipal de Saúde, Alessandra Garcia Vaz destacou que o resultado é um belo trabalho de equipe. “Esta é a primeira vez que Cambé conquista o Prêmio Brasil Sorridente, que é, ao mesmo tempo, motivo de grande orgulho para todos nós da área da saúde pública e o resultado de um belo trabalho de equipe, que deve ser reconhecido e parabenizado”, disse ela.
A coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde, Ana Lucia Biagio dos Santos, concorda e complementa: “essa conquista só foi possível graças aos esforços de todos os profissionais da área e, muito especialmente, à organização do trabalho desenvolvido pelo Programa Saúde da Família, que atende pessoas de todas as faixas etárias”, diz Ana Lucia.

Longa estrada - O trabalho voltado para a melhoria da saúde bucal da população está perto de completar 30 anos. “Nos anos 80, a implantação da Bebê Clínica foi de extrema importância para garantir a saúde bucal de uma nova geração de cambeenses”, diz Alessandra Vaz, ressaltando que a criação do CEOC - Centro de Especialidades Odontológicas , em 2005, também contribuiu muito para a melhoria da saúde bucal de milhares de famílias.  “Todo este trabalho, desde a Bebê Clínica, passando pelo Saúde Bucal da Família e com a resolutividade do CEOC, além do trabalho de todos os profissionais de odontologia da rede, consistem um grande esforço da Prefeitura de Cambé para dar mais qualidade de vida para a nossa população”, resume a secretária de Saúde. (Do Jornal CAMBÉ DE FATO, com reportagem de Fábio Bortoleto).

Nenhum comentário:

Postar um comentário