terça-feira, 1 de março de 2011

Senadora tucana defende o fim das eleições proporcionais

Da Assessoria:


A senadora Marisa Serrano (PSDB/MS) defendeu o fim da regra da proporcionalidade para vereadores, deputados estaduais e federais. “O que não é bom é o eleitor votar numa pessoa e, por uma regra matemática, este voto valer para outra pessoa, que em geral não tem voto. Sendo majoritário, os mais votados são os que entram e se acaba com a figura do puxador de voto, como foi o Tiririca, por exemplo”. Marisa também defendeu o voto distrital misto, como forma de aproximar o candidato do eleitor e baratear as eleições. Marisa acredita que se o financiamento público de campanha for aprovado será vantajoso para as Mulheres. “Nós mulheres temos muita dificuldade em conseguir recursos para as campanhas e ainda precisamos lutar muito para conquistar espaço. No Congresso, somos 12 entre 81 senadores e apenas 8% da Câmara”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário