sábado, 20 de novembro de 2010

Projeto ensina alunos de Escola Municipal a separar o lixo doméstico


Um projeto desenvolvido dentro da Escola Municipal Professora Consolacion Montes Hernandez (zona norte de Cambé) visa conscientizar os alunos e a comunidade sobre a importância da separação do lixo.
O projeto Meio Ambiente, Você Pode Fazer a Diferença, foi criado pela professora Leidelane Aparecida Beleze Radigonda (foto) para conscientizar os alunos e consequentemente os pais e a comunidade. “O principal objetivo é mostrar para os alunos a importância na decisão de reutilizar, reduzir e reciclar o lixo produzido diariamente em casa”, afirma Leidelane.
Tudo começa na escola, os alunos aprendem a separar o lixo produzido todos os dias por eles mesmos. Os materiais que são recicláveis são devidamente colocados em recipientes separados dos restos de alimentos. “Nós levamos os alunos para visitar o aterro sanitário da cidade, lá eles puderam esclarecer dúvidas e assim ter uma ideia de como é importante o trabalho das pessoas que diariamente coletam o lixo doméstico”, disse a professora.
Ainda de acordo com Leidelane, os alunos puderam acompanhar o processo de separação de embalagens vazias de agrotóxicos que é realizado na unidade de recolhimento que funciona junto ao aterro sanitário. Para João Vitor Silvério de Brito, 10 anos, o projeto é importante para que todos os alunos saibam que o lixo não pode ser descartado em qualquer terreno no bairro. “Todos os dias eu ajudo minha mãe a separar o lixo que produzimos em casa. Tudo o que eu aprendi aqui na escola sobre a separação do lixo eu falo para ela”, diz João Vitor. “Nós mesmos somos prejudicados se o lixo não for separado em nossas casas”, completa Maria Isabel Ribeiro Nunes, aluna da 4º série.
É com essas atitudes que a professora pretende alcançar resultados positivos na comunidade onde cada aluno reside. “Vamos realizar reuniões com os pais dos alunos para realmente deixar claro a importância em separar o lixo doméstico. Nós precisamos conscientizar as famílias. Na verdade nem sempre as pessoas estão preocupadas em separar o lixo produzido, e sim se livrar dele o mais rápido possível”, ressalta a professora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário