domingo, 14 de março de 2010

Semana da Mulher em Cambé


A programação especial alusiva ao Dia Internacional da Mulher em Cambé começou com a abertura do Museu de Rua com o tema A Mulher na Colonização de Cambé. A exposição de fotos históricas está no calçadão da Avenida Brasil.
Também no dia 8 houve o lançamento da campanha Mulher, não conviva com a violência, promovida pela Secretaria Municipal de Assistência Social, com apoio do Conselho Municipal de Assistência Social e do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome.
A secretária de Assistência Social de Cambé, Angela Cristina Pascueto Amaral explica que a campanha foi concebida para dar atendimento à todas as mulheres vítimas de violência através de um centro especializado localizado na Rua França, 31, no centro da cidade e que atende pelo fone 3174 0448. “O Centro Especializado de Assistência Social Bem-me-quer é um espaço para a escuta qualificada, com profissionais preparadas para dar atendimento à mulher vítima da violência”, explica ela.
Angela ressalta que o foco do trabalho é prestar assistência júridica, psicológica e social de forma ampla. “Quando a mulher é agredida é sinal que a família está doente e precisa ser acolhida”, diz a secretária, sinalizando que o trabalho também pode englobar atendimento familiar.
A campanha foi lançada em ato público realizado no Salão Paroquial da Igreja Matriz de Cambé, que contou com a presença de centenas de mulheres que também assistiram a apresentação da Cia. Cristais de Teatro e a uma palestra sobre a condição atual da mulher, proferida pela vice-prefeita de Cambé, Cidinha Pascueto.
O evento contou com a presença do prefeito João Pavinato e das vereadoras Alzira da Farmácia e Ivani da Unidefi, que representaram todo o Legislativo municipal, já que os demais vereadores estavam, no mesmo horário, em sessão na Câmara de Cambé.
A campanha Mulher, não conviva com a violência será agora divulgada através dos meios de comunicação e também por uma rede de voluntárias que vão multiplicar o alcance da iniciativa, levando a informação sobre o centro para as mulheres vítimas de violência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário