segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Em véspera de eleição, Câmara requenta relatório anulado da CPI

Do CAMBÉ DE FATO:


A Câmara Municipal de Cambé mais uma vez utiliza o relatório anulado da CPI do Atlântico para causar confusão em período eleitoral.
Na edição do dia 28 de setembro de 2012 (a nove dias, portanto da eleição municipal), o Jorna Nossa Cidade, editado pelo jornalista Walter Ricieri, que também é assessor de Imprensa da Câmara Municipal, em cargo de confiança da mesa diretora e nomeado pelo presidente Conrado Scheller, publicou matéria sobre o ‘novo’ relatório da CPI do Atlântico.
O documento nada mais é do que o mesmo relatório já declarado nulo pela Justiça travestido de uma ‘nova roupagem’.
Pior, a matéria do JNC fala de ‘devolução de R$ 12,5 milhões aos cofres públicos’ quando este é o total do contrato da Prefeitura de Cambé com o Instituto Atlântico. “É algo absurdo e impensável, pois o Instituto prestou os serviços regularmente e recebeu apenas uma taxa administrativa de 4% sobre o valor líquido da folha de pagamentos, como prevê a licitação”, diz o controlador da Prefeitura, David Maireno.
Já o advogado do Instituto Atlântico, Frederico Reis, lembra que o relatório é nulo, e portanto, seu teor não pode ser utilizado pela CPI. “Este novo relatório está baseado em um documento nulo e não tem credibilidade e nem efeito jurídico”, diz Reis.

Requentando mentiras - “Temos que lembrar que todos os membros da CPI são oposição ferrenha ao atual prefeito e apoiam o candidato de oposição, Armando Jairo da Silva Martins (Dr. Martins)”, diz o secretário licenciado de Governo Luiz Cesar Lazari, que também é editor deste jornal. “A CPI não têm e nem nunca teve compromisso com a verdade e inclui no relatório denúncias infundadas e inverídicas”, diz Lazari. “A verdade é que a CPI do Atlântico é uma farsa, pois não tem fato gerador, não tem denúncia, e nem nenhuma prova de qualquer desvio de dinheiro, simplesmente por que não houve desvio algum. Os vereadores tentam produzir um fato político para desgastar a atual administração e tentar dar sobrevida à candidatura do médico da Santa Casa, a uma semana da eleição”, declara Luiz Cesar Lazari.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário