quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Força Verde flagra homem jogando pneus no Cambezinho, em Cambé

Do Londrix: 


Policiais Militares Ambientais (Força Verde) surpreenderam um homem jogando pneus velhos no fundo de vale do ribeirão Cambezinho, em Cambé. Com a chegada da polícia, ele conseguiu fugir, mas sua esposa permaneceu no local e foi notificada da multa. Foram encontrados no local mais de 100 pneus.
Segundo relato da assessoria de imprensa da 2.a Companhia de Polícia Ambiental, sediada em Londrina, moradores do jardim Silvino em Cambé entraram em contato com o plantão indignados com o comportamento de um cidadão que estava jogando pneus no fundo de vale.
Os policiais identificaram e autuaram o infrator "por depositar pneus usados às margens de curso hídrico, em área de preservação permanente". Ao ser indagada do motivo que levou seu marido a cometer a infração, "a mulher disse que ele cobrava de borracharias da região para dar destino aos pneus usados", informou a assessoria de imprensa da Polícia Ambiental.
A multa prevista para esse tipo de infração varia de R$ 5.000 a R$ 50.000. Em virtude da evasão do infrator do local e a impossibilidade de localizá-lo em seu endereço residencial, o caso foi informado ao Ministério Público. O homem - que não teve seu nome divulgado - pode responder por crime com pena prevista de 1 a 5 anos de reclusão.
"Além do impacto ambiental causado por essa prática ilícita, a saúde pública também é afetada sendo que pneus abandonados se transformam em focos de mosquito Aedes Aegypti, que transmite a Dengue. As borracharias da região serão investigadas e sendo confirmado o relacionamento com o infrator também serão responsabilizadas pelo crime ambiental", informou o capitão Hiberaldi Correia de Lima, comandante da 2.a Companhia.
"O Batalhão de Polícia Ambiental - Força Verde vem realizando intenso esforço em todo o Estado do Paraná, através da 2ª Companhia de Policiamento Ambiental Força Verde, no sentido de reprimir delitos ambientais, como a pesca ilegal e predatória, a caça e outros ilícitos ambientais. Mas as ações se tornam mais eficazes quando a sociedade participa, informando os locais onde está sendo praticado crime ambiental. Para tanto há o telefone 0800-643-0304. A ligação é gratuita e pode ser feita a qualquer hora, não sendo necessária a identificação do denunciante", destacou o tenente-coronel João Alves da Rosa Neto, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental - Força Verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário